Divulgação/NASA Goddard/Tom Bridgman
Divulgação/NASA Goddard/Tom Bridgman

Nasa detecta alteração magnética que pode causar transtorno em satélites, GPS e voos 

Anomalia no campo magnético terrestre está se expandindo e pode levar ao caos nas comunicações

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de agosto de 2020 | 12h18

Uma abertura pequena, mas em crescimento, no campo magnético da Terra na região da América do Sul e do Oceano Atlântico pode se tornar um grande problema para o funcionamento de satélites e espaçonaves, informa a Nasa, a agência espacial norte-americana.

Além de guiar bússolas e a migração de animais, o campo magnético terrestre protege a atmosfera do planeta de partículas lançadas pelo Sol, que podem fazer com que sistemas de comunicação e navegação e equipamentos de aviação deixem de funcionar. Também podem afetar a coleta de dados por satélites.

Esse ponto fraco no campo encontrado pela agência, chamado de Anomalia do Atlântico Sul (AAS), permite que essas partículas solares que prejudicam o funcionamento de estruturas cheguem mais perto da superfície da Terra.

Atualmente, essa falha não cria impactos visíveis na vida cotidiana. Mas observações recentes demonstram que a região está se expandindo e que a intensidade de seu campo está decaindo. Dados novos também mostraram que a porção de menor força dessa cavidade, chamada de vale, está se dividindo em duas partes, o que dificulta missões de satélite.

A Terra é como um ímã de barra, com os pólos Norte e Sul representando as polaridade magnéticas opostas. Mas, diferente do ímã, o campo magnético não é totalmente alinhado por todo o planeta, nem completamente estável. Isso porque é a movimentação em alta velocidade da lava, repleta de ferro, no núcleo externo do planeta que cria correntes elétricas e produz o campo. Essa movimentação faz com que o campo magnético também flutue no espaço e causa suas mudanças, como a anomalia identificada pela agência espacial.

Para entender como a AAS está mudando e se preparar para ameaças futuras a satélites e instrumentos, pesquisadores da Nasa estão fazendo observações e dsenvolvendo modelos do campo magnético da Terra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.