Nasa determina causa da falha do Telescópio Hubble

Hubble orbita a Terra a uma altitude de 485 km, e precisa continuar a operar até 2013

Reuters,

24 de outubro de 2008 | 16h50

Engenheiros da Nasa descobriram as duas falhas que paralisaram o Telescópio Espacial Hubble, e esperam que o equipamento retome algumas de suas funções já neste sábado, 25, disseram.   "As observações com a câmera de amplo espectro serão retomadas neste fim de semana", disse Art Whipple, do Centro Espacial Goddard.   A falha de um computador a bordo do Hubble forçou o adiamento, pelo menos até fevereiro, de uma missão de sete astronautas para realizar atualizações e reparos no telescópio. Os astronautas deveriam ter partido agora em outubro.   O Hubble orbita a Terra a uma altitude de 485 km e produziu algumas das mais importantes - e belas - imagens do universo, apreciadas tanto por cientistas quanto pelo público leigo.   O computador que apresentou problemas ajudava na transmissão das imagens para a Terra, o que obrigou a Nasa a ativar um backup que nunca havia sido ativado.   Um dos problemas que atingiu o computador parece ter sido provocado por uma falha na sincronização do software e outro aparentemente teve origem elétrica. A Nasa decidirá, em novembro, se troca a peça defeituosa durante a missão de manutenção prevista para fevereiro. O Hubble deverá funcionar até 2013, quando será substituído pelo telescópio James Webb.

Tudo o que sabemos sobre:
hubblenasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.