Nasa divulga mosaico inédito do centro da Via-Láctea

A região é permeada por uma névoa difusa de raios-X, que na imagem aparece em azul

estadao.com.br,

10 Novembro 2009 | 19h12

Em comemoração ao Ano Internacional da Astronomia, celebrado ao longo de 2009, a Nasa divulgou nesta terça-feira, 10, uma imagem do centro da Via-Láctea feita em três diferentes faixas de luz por seus três grandes observatórios orbitais - Hubble, Spitzer e Chandra.

 

O Hubble fez a leitura em infravermelho, o Spitzer em raios-X e o Chandra, em raios gama. Especialistas dos três observatórios trabalharam na montagem da imagem final, que sobrepõe as impressões de cada instrumento.

 

O centro da galáxia é a mancha à direita; a imagem toda cobre uma área do céu igual à da Lua cheia

 

 

Segundo a Nasa, a imagem composta apresenta o "espetáculo da evolução das estrelas", com regiões de nascimento estelar, estrelas jovens e de alta temperatura às estrelas mais velhas e frias e aos buracos negros, vestígios de estrelas mortas. Toda essa atividade ocorre de encontro ao pano de fundo do núcleo galáctico, cujo centro é dominado por um buraco negro que contém quatro milhões de vezes mais massa que o Sol.

 

A região é permeada por uma névoa difusa de raios-X, que na imagem aparece em azul. A radiação é emitida por gás aquecido a milhões de graus pelo buraco negro gigante, e pelos ventos gerados em explosões de estrelas. A luz infravermelha mais de cem mil estrelas, juntamente com nuvens brilhantes de poeira que criam estruturas complexas, incluindo longos filamentos e casulos onde estrelas começam a surgir.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.