Nasa faz fotos em alta definição de Marte com ajuda de internautas

Projeto HiWish permite que pessoas façam sugestões de locais para serem fotografados pela agência

BBC Brasil, BBC

09 Abril 2010 | 07h45

Imagem da região marciana de Deuteronilus Mensae. NASA/JPL-Caltech/University of Arizona  

 

WASHINGTON - A agência espacial americana Nasa divulgou as primeiras imagens de alta definição de Marte feitas pela câmera mais sofisticada da sua nave que orbita o planeta em locais sugeridos por internautas. As imagens foram feitas pela "câmera do povo", o apelido dado pela Nasa à câmera High Resolution Imaging Science Experiment (HiRISE).

 

Veja também:

linkMesmo sem viagem à Lua, Nasa gerará empregos, diz novo chefe

linkAtolado, robô da Nasa em Marte enfrenta inverno sem energia

 

  

Área junto à borda de uma cratera de 30 km de diâmetro. NASA/JPL-Caltech/University of Arizona

A interatividade faz parte do projeto HiWish, lançado pela Nasa em janeiro. O projeto permite que internautas façam sugestões de locais diversos no planeta para serem captados com as poderosas lentes do HiRise. Para escolher os locais, os internautas têm acesso pela internet a mapas de Marte e imagens de baixa definição feitas por outras câmeras da Nasa.

Os cientistas da agência espacial selecionam algumas das sugestões, de acordo com a relevância científica e com a posição da nave. Até o momento, a Nasa já recebeu mais de mil sugestões de internautas.

 

   Camadas de gelo registram variações no clima marciano. NASA/JPL-Caltech/University of Arizona 

"Algumas pessoas gostam de trens em miniatura ou de encenações de batalhas da Guerra Civil. O meu negócio é explorar Marte", diz James Secosky, um professor aposentado no Estado de Nova York, que teve uma das suas imagens selecionadas.

A HiRISE é um dos seis instrumentos que está a bordo da Mars Reconnaissance Orbiter, uma nave não-tripulada que orbita o planeta. A câmera é operada por um laboratório da Universidade do Arizona.

Desde 2006, a HiRISE já fez 13 mil imagens de Marte, cobrindo dezenas de quilômetros quadrados. No entanto, apenas 1% da superfície do planeta foi fotografada. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.