Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Nasa investiga escudo protetor de robô em Marte

A próxima tarefa do robô Opportunity em Marte será ajudar os cientistas a saber o que aconteceu exatamente à cápsula protetora que o envolvia no momento em que entrou na atmosfera daquele planeta, a 19,3 mil km horários e sob uma temperatura de 1.482 graus centígrados.O objetivo da Nasa é saber se o material utilizado na fabricação do escudo é o mais adequado, se a camada protetora pode ser menos espessa e mais leve, entre outras informações. "Queremos analisar estas coisas para projetar as missões futuras", explicou Ethiraj Venkatapathy, gerente de tecnologia para exploração planetária.Segundo o cientista, materiais mais adequados podem representar menos custos e mais segurança às futuras missões. Um escudo mais leve exigirá menos energia de propulsão. Por outro lado, uma proteção insuficiente pode fazer fracassar o projeto inteiro."Com o escudo de calor você tem uma única chance. Se ele falha, toda a missão acaba", disse. Os pesquisadores têm interesse especial sobre o que ocorreu com a camada externa da cápsula.A cápsula foi aberta e ejetada quando o Opportunity atingiu uma distância de algumas centenas de metros da superfície de Marte. Naquele momento, um pára-quedas se abriu e potentes air bags se inflaram em torno do robô. Depois de "pingar" no solo como uma grande bola, os air bags murcharam e a plataforma do Opportunity se abriu, permitindo seus primeiro movimentos.O escudo do Opportunity mede 2,4 metros de diâmetro e protegeu a sonda do intenso calor provocado pelo atrito com a atmosfera, como ocorre em altas velocidades. Segundo a Nasa, a cápsula ficou em pedaços depois do choque com o solo, a uma velocidade de 483 km horários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.