Handout / NASA/JPL-Caltech / AFP
Handout / NASA/JPL-Caltech / AFP

Nasa investiga objeto estranho achado em Marte; entenda

Imagens foram coletadas pelo Perseverance, robô que explora a superfície marciana

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de julho de 2022 | 16h30

É uma planta carnívora, um pedaço de linha de pesca ou um prato de espaguete? O Perseverance, um robô da Nasa que explora Marte, descobriu um objeto que intrigou os observadores do espaço e até levou alguns a refletir ironicamente sobre a qualidade deste prato italiano no planeta vermelho. Mas além das suposições, a explicação mais plausível é que as imagens coletadas correspondem aos restos de um componente usado para baixar o equipamento à superfície marciana em fevereiro do ano passado.

"Estamos discutindo de onde veio, mas acredita-se que seja um pedaço de corda do paraquedas ou do sistema de pouso que baixa o robô ao solo", disse um porta-voz da Nasa à AFP. "Você precisa ter em mente que não está confirmado se é uma coisa nem outra", acrescentou.

Os detritos foram detectados pela primeira vez em 12 de julho deste ano, pela câmera de perigo frontal do robô. Quatro dias depois, quando o Perseverance voltou ao mesmo lugar, eles tinham ido embora.

O objeto provavelmente foi carregado pelo vento, como foi o caso de um pedaço de manta térmica visto no mês passado, que poderia ter vindo do sistema de pouso movido a foguete.

O acúmulo de lixo do Perseverance é visto como um pequeno preço a se pagar pelos objetivos científicos do robô, que tenta procurar sinais biológicos de antigas formas de vida microbiana em Marte.

Esses objetos podem um dia se tornar artefatos valiosos para futuros colonos em Marte.

"Em mais ou menos cem anos, os marcianos estarão coletando com entusiasmo todo esse material e exibindo-o em museus ou transformando-o em ‘jóias históricas’”, twittou o astrônomo amador Stuart Atkinson.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.