Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Nasa libera Discovery para decolagem na quarta-feira

Os administradores da Nasa liberaram na sexta-feira o ônibus espacial Discovery para ser lançado na quarta para mais uma missão de construção da Estação Espacial Internacional. A decolagem da 125a missão dos ônibus espaciais, a primeira das cinco programas para este ano, está prevista para as 21h20 (23h20 em Brasília), no Centro Espacial Kennedy, na Flórida. A missão foi adiada para que se resolvessem problemas nas válvulas de pressão de combustível. "Estamos nos sentindo realmente bem", disse o diretor do lançamento de ônibus, Mike Leinbach, a jornalistas. "É ótimo ter uma data de lançamento." O ônibus entregará o último conjunto de painéis de energia solar da estação, um projeto de 100 bilhões de dólares que envolve 16 países e está sendo feito há mais de dez anos. A Nasa deve concluir as obras da estação em 2010, quando os três ônibus espaciais serão aposentados, depois de quase 30 anos de atividade. Os veículos substitutos, projetados para irem à Lua e à estação, deve estrear em 2015. O lançamento do Discovery, originalmente previsto para 12 de fevereiro, foi repetidamente adiado enquanto a Nasa avaliava os possíveis riscos por causa do problema com as válvulas no compartimento do motor, que garantem a pressurização adequada do combustível hidrogênio líquido durante os 8,5 minutos de ascensão até a órbita. Na última missão tripulada, em novembro, uma das três válvulas rachou, gerando preocupações sobre o que poderia acontecer se o dano fosse mais grave ou ocorresse num momento mais crítico da ascensão. Os técnicos substituíram as válvulas por peças sobressalentes menos desgastadas, e determinaram testes e análises para entender os piores cenários. Após quatro adiamentos, os administradores se sentiram confiantes para o voo e decidiram unanimemente marcá-lo para a semana que vem. "O veículo está em ótima forma", disse o gerente do programa de ônibus espaciais, John Shannon.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.