Nasa pesquisa isolante térmico para ônibus espaciais

O uso de material com gradação funcional no sistema de isolamento térmico do ônibus espacial Columbia poderia ter evitado o acidente que matou sete astronautas em fevereiro do ano passado, quando a nave se desintegrou ao entrar na atmosfera terrestre.A opinião é do pesquisador brasileiro Glaucio Paulino, que está desenvolvendo uma pesquisa financiada pela Nasa em busca de materiais mais resistentes para a proteção térmica de foguetes, submetidos a temperaturas de mais de 1.600 graus celsius.A grande novidade na área, diz Paulino, já está sendo testada nos Estados Unidos. ?O material com gradação funcional intitulado TUFI vem sendo usado, em pequena escala, nas próprias naves, mas apenas como teste. Já ficou provado que ele possui uma tolerância ao dano entre 100% e 200% do que a do material convencional?, contou o pesquisador.A grande diferença do novo material, explica Paulino, é que nele há uma região em que as substâncias estão misturadas, permitindo a diminuição do impacto diferenciado de cada uma delas diante, por exemplo, do calor.?É difícil fazer uma interface quando as substâncias têm pontos de fusão diversos, fazendo que uma derreta enquanto a outra ainda está sólida. Com a gradação, há pontos de interpenetração?, diz o pesquisador.Paulino é professor da Universidade de Illinois e participou no Rio do seminário Mecânica, Materiais Avançados e Nanotecnologia: Ensinoe Pesquisa, promovido pela Coordenação dos Programas de Pós-Graduação em Engenharia (Coppe) da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Agencia Estado,

03 de agosto de 2004 | 15h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.