Nasa
Nasa

Astronautas ouviram 'música estranha' na Lua, revela Nasa

Tripulação que fez sobrevoo à face obscura do satélite em maio de 1969 gravou assobios agudos no espaço

O Estado de S.Paulo

22 Fevereiro 2016 | 18h25

A agência espacial norte-americana (Nasa) revelou uma gravação com uma "música estranha" que a equipe da Apollo 10 escutou em maio de 1969, durante sobrevoo à face obscura da Lua, sem nenhum contato de rádio com a Terra.

O comandante do voo Thomas Stafford, o piloto do módulo de comando John Young e o do módulo lunar Eugene Cernan realizaram a viagem durante um teste geral antes da primeira "alunissagem" em 21 de julho de 1969, quando, na missão Apollo 11, Neil Armstrong foi o primeiro homem a pisar na Lua.

A gravação de uns assobios agudos - com um total de uma hora de duração - foi apresentada na noite deste domingo na série "Os documentos inexplicáveis da Nasa", do canal a cabo Discovery.

Os sons foram gravados e transmitidos ao centro de controle em Houston, no Texas, de onde foram transcritos e arquivados. O áudio surgiu em 2008 e pôde ser escutado pelo público só agora.

"Escuta isso? Esse assobio...", disse Eugen Cernan na gravação. "É realmente uma música estranha", continua o astronauta, enquanto sua nave sobrevoava o lado obscuro da Lua a 1.500 metros de altitude, sem contato de rádio com a Terra.

Os três astronautas julgaram o fenômeno muito estranho e debateram se deveriam informá-lo a seus superiores no centro de controle, por temor de não serem levados a sério e comprometer suas oportunidades futuras de fazer voos espaciais, segundo a Discovery.

Por mais estranhos que possam ter sido estes sons, não têm uma origem extraterrestre, insistiu a Nasa.

Um engenheiro da agência espacial entrevistado durante o programa explicou que "as rádios nas duas naves, o módulo lunar e o módulo de comando (que estavam ancorados), criam interferências entre elas".

Esta explicação foi posta em dúvida pelo astronauta Al Worden, comandante do módulo de comando da Apollo 15. "A lógica me diz que se algo se registrou ali, deve haver algo ali", destacou no programa.

John Young chegou a fazer uma caminhada lunar como comandante da missão Apollo 16 e Eugene Cernan, comandante da Apollo 17, foi o último homem a pisar na Lua. No total, 12 astronautas caminharam sobre a superfície do satélite da Terra./AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.