Norah Moran/NASA
Norah Moran/NASA

Nasa vai enviar sanitário de US$ 23 milhões para a Estação Espacial Internacional

Lançamento pode ser feito na noite desta sexta-feira, 2, em uma ilha da Virgínia, nos EUA; Novo sanitário acomoda melhor as astronautas mulheres

Da redação, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2020 | 20h26

A Agência Aeroespacial dos Estados Unidos (Nasa) vai enviar um sanitário que acomoda melhor as astronautas mulheres para a Estação Espacial Internacional, segundo publicação da Associated Press. 

O novo sanitário, que está embalado dentro de um navio de carga, deveria ter decolado na noite de quinta-feira, 1, de uma ilha da Vírginia (EUA), mas o lançamento foi abortado faltando apenas dois minutos para a contagem regressiva. Outra tentativa de lançamento está prevista para esta sexta-feira, 2, à noite se os engenheiros consertarem os problemas que causaram o atraso.

Com apenas 45 quilos e 71 centímetros de altura, o item é quase a metade do tamanho dos dois banheiros russos que já estão instalados na Estação Espacial. O sanitário, feito de titânio, custa US$ 23 milhões.

Neste primeiro momento, de acordo com a AP, o objetivo é que os tripulantes da Estação testem o sanitário por alguns meses e, se a operação for bem-sucedida, o banheiro estará aberto para ser a escolha das próximas missões. O item já foi escolhido para as cápsulas Orion, que levarão os astronautas à lua dentro de alguns anos.  

Os antigos banheiros enviados acomodam melhor os homens. Para adequar à anatomia feminina, a Nasa inclinou o assento do novo vaso sanitário e o tornou mais alto. O sanitário será colocado ao lado do que já existe no lado americano da Estação Espacial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.