Norah Moran/NASA
Norah Moran/NASA

Nasa vai enviar sanitário de US$ 23 milhões para a Estação Espacial Internacional

Lançamento pode ser feito na noite desta sexta-feira, 2, em uma ilha da Virgínia, nos EUA; Novo sanitário acomoda melhor as astronautas mulheres

Da redação, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2020 | 20h26

A Agência Aeroespacial dos Estados Unidos (Nasa) vai enviar um sanitário que acomoda melhor as astronautas mulheres para a Estação Espacial Internacional, segundo publicação da Associated Press. 

O novo sanitário, que está embalado dentro de um navio de carga, deveria ter decolado na noite de quinta-feira, 1, de uma ilha da Vírginia (EUA), mas o lançamento foi abortado faltando apenas dois minutos para a contagem regressiva. Outra tentativa de lançamento está prevista para esta sexta-feira, 2, à noite se os engenheiros consertarem os problemas que causaram o atraso.

Com apenas 45 quilos e 71 centímetros de altura, o item é quase a metade do tamanho dos dois banheiros russos que já estão instalados na Estação Espacial. O sanitário, feito de titânio, custa US$ 23 milhões.

Neste primeiro momento, de acordo com a AP, o objetivo é que os tripulantes da Estação testem o sanitário por alguns meses e, se a operação for bem-sucedida, o banheiro estará aberto para ser a escolha das próximas missões. O item já foi escolhido para as cápsulas Orion, que levarão os astronautas à lua dentro de alguns anos.  

Os antigos banheiros enviados acomodam melhor os homens. Para adequar à anatomia feminina, a Nasa inclinou o assento do novo vaso sanitário e o tornou mais alto. O sanitário será colocado ao lado do que já existe no lado americano da Estação Espacial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.