Nasa vai testar cápsula inflável para reentrada na atmosfera

Engenheiros dizem que o conceito de escudo inflável poderá ajudar no pouso de grandes objetos em Marte

14 Agosto 2009 | 16h06

Pesquisadores do Centro de Pesquisas Langley, da Nasa, estão trabalhando para criar um escudo inflável para proteger naves espaciais da reentrada na atmosfera. A tecnologia será testada na segunda-feira, 17, com o lançamento de um pequeno foguete de sondagem.

 

link Sonda da Nasa fotografa redemoinho nas areias de Marte

link Meteorito encontrado em Marte dá pista sobre o planeta

link Destruição rápida de metano é má notícia para vida em Marte

 

O Experimento de Veículo Inflável de Reentrada ("Irve", na sigla em inglês) parece um cogumelo gigante quando inflado. Para o teste, a câmara de Kevlar revestida de silício é embalado a vácuo dentro de um cilindro de 40 centímetros. Uma vez desdobrado e inflado de nitrogênio, ela chega a 3 metros de diâmetro.

 

Engenheiros dizem que o conceito poderá ajudar no pouso de grandes objetos em Marte. "Gostaríamos de levar mais massa a Marte", disse Neil Cheatwood, principal envolvido na criação do Irve e cientista-chefe do Projeto Hipersônico do Programa de Aeronáutica Fundamental da Nasa.

 

Engenehiros trabalham na cápsula inflável que poderá ser usada para proteger sondas em Marte. Nasa

 

"Para pousar mais massa, você precisa ter mais resistência. Precisamos maximizar a área do sistema que sofre a resistência. Queremos que seja a maior possível, mas a limitação tem sido o diâmetro do foguete lançador".

 

De acordo com Cheatwood, a ideia de um freio inflável existe há cerca de 40 anos, mas sempre houve problemas técnicos, incluindo a preocupação com a resistência do material frente ao atrito da atmosfera.

Mais conteúdo sobre:
nasa marte tecnologia reentrada

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.