Navios com plutônio deixam o Japão

Dois navios com carregamento de plutônio deixaram o Japão nesta madrugada em direção à Inglaterra. O material, na forma de MOX (óxido misto de urânio e plutônio), foi enviado em 1999 pela British Nuclear Fuel Ldt. para ser usado em usinas nucleares japonesas e recusado pelo governo daquele país, por problemas de segurança na fabricação do material. Segundo o Greenpeace, que lidera campanha contra o transporte de material nuclear pelos oceanos, a rota das embarcações não foi divulgada.?Esse carregamento recebeu manifestações de oposição desde a Ásia Oriental até o Pacífico Sul. Isso tende a se intensificar na medida em que os dois navios se moverem em direção ao ambiente vulnerável do Pacífico. Se a rota escolhida for pelo Pacífico Sul, o mínimo que se espera é que não violem as 200 milhas da Zona Econômica Exclusiva, conforme foi pedido por tantos países dessa região?, disse Tom Clements, um dos ambientalistas a bordo do navio Arctic Sunrise, do Greenpeace, que está acompanhando o trajeto dos navios nucleares.

Agencia Estado,

04 de julho de 2002 | 14h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.