Neandertais cantavam e dançavam, afirma cientista

Os neandertais, parentes próximos do homem moderno que desapareceram há cerca de 30 mil anos, tinham a sua própria música e dança, afirmam cientistas da Universidade de Reading (Inglaterra).Steven Mithen, o autor da teoria, acredita também que os "homens das cavernas" gostariam de um tipo de música hoje parecida com o rap."As pessoas sempre pensam nos neandertais como brutos e mal-humorados, mas eles tinham uma noção forte de ritmo e música", diz o cientista, que escreveu um livro sobre o tema: Singing Neanderthals (Neandertais Cantantes, em tradução livre), que chega às lojas britânicas na semana que vem.O pesquisador acredita que pela músicas os neandertais expressavam emoções e adoravam cantar em público."A música e a linguagem se desenvolveram juntas. Os neandertais tinham palavras e melodias com códigos diferentes dos nossos, que não seríamos capazes de decifrar hoje em dia", afirma o cientista.AnálisesPara chegar a essa conclusão, Mithen analisou variadas fontes: desde estudos neurológicos, passando por psicologia infantil e sistemas de comunicação de primatas não-humanos, até as últimas evidências paleo-arqueológicas.Segundo Mithen, que comparou por exemplo fósseis do crânio dos neandertais a crânios de macacos e outros primatas, a anatomia dos neandertais sugere uma habilidade de eles se comunicarem com ênfase e com melodia."Como os narizes desses hominídeos eram grandes, o som deveria sair bastante anasalado", diz o pesquisador. "Como viviam em cavernas, o canto serviria para unir o grupo"."Eles não eram pessoas criativas, apenas dançariam e bateriam com partes do corpo no chão ou em coisas", diz o Mithen, sugerindo que os neandertais provavelmente gostariam do atual rap e afins.CríticasA teoria do pesquisador inglês já vem recebendo críticas no meio acadêmico.Janet Monge, uma antropóloga do Museu de Arqueologia e Antropologia da Universidade da Pensilvânia (Estados Unidos), garante que a fala e o canto acionam diferentes substâncias no cérebro.Ela questiona como Mithen conseguiu relacionar as duas coisas."Ligar o canto aos neandertais os tornam mais parecido com o homem moderno", diz a especialista, adepta da teoria que tratam-se de duas diferentes espécies.Durante muitos anos a ciência acreditou que os neandertais eram ancestrais diretos do homem moderno. Mas testes no DNA de fósseis mostraram que se tratavam de uma espécie diferente.

Agencia Estado,

01 de julho de 2005 | 10h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.