Neandertal se tornava adulto aos 15 anos

Um estudo comparativo dos dentes devários fósseis, publicado na revista Nature, mostra que oshomens de Neandertal são de fato uma espécie à parte nahistória dos hominídeos, diferente da dos homens modernos (Homosapiens). Era mais rápido o crescimento do Neandertal, detectável nosdentes. Eles chegavam à maturidade aos 15 anos, enquanto o Homosapiens se torna adulto entre 18 e 20 anos. O crescimentodentário está vinculado ao desenvolvimento do indivíduo.A descoberta reforça a tese de que os neandertalenses eram espécie única, uma vez que o tempo para os humanos para amadurecer e chegar à idade adulta aumentou no decorrer de sua evolução, explica o paleontólogo Fernando V. Ramirez Rozzi, que chefiou a pesquisa.Rozzi, com o Centro Nacional de Pesquisa Científica de Paris, baseou seu estundo na análise de dentes. Se os neandertalenses e os europeus pré-históricos pudessem ser vistos lado a lado, há cerca de 35.000 anos, ?o homem de Neandertal seria maior?, diz o cientista. ?Provavelmente crianças humanas de 5 anos poderiam brincar com crianças neandertalenses de três?.?É um trabalho muito interessante?, diz a antropóloga Katerina Harvati, da Universidade de Nova York. ?Nosso estereótipo de neandertalenses é que eles era brutos e estúpidos, mesmo que na média tivesse cérebro maior que os nossos. Agora, esta pesquisa apoia a idéia de que eles apenas lidavam com o mundo de uma forma fundamentalmente diferente.?Por mais de 100.000 anos, os homens de Neandertal perambulavam através de uma vasta região, que compreendia da Espanha ao sul da Rússia e oeste da Ásia, sobrepondo-se ao homem anatomicamente moderno por milhares de anos.Os cientistas discordam sobre quantos cruzamentos ocorreram entre os grupos e se os neandertalenses deixaram alguns de seus traços, depois de desaparecer a cerca de 30.000 atrás.Para Harvati, seu rápida maturação deve responder à necessidade de adaptação a um ambiente hostil que reduzia a duração da vida e tornava importante, para os jovens, atingir rapidamente a maturidade sexual.

Agencia Estado,

29 de abril de 2004 | 10h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.