Divulgação/Prêmio Nobel
Divulgação/Prêmio Nobel

Nobel de Química de 2021 vai para pesquisadores que fizeram ferramenta para construir moléculas

A criação, chamada de organocatálise assimétrica, teve um grande impacto na pesquisa farmacêutica e tornou a química mais verde

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de outubro de 2021 | 06h59
Atualizado 07 de outubro de 2021 | 11h31

O Prêmio Nobel de Química de 2021 foi destinado a dois pesquisadores que desenvolveram uma nova ferramenta para a construção molecular. O alemão Benjamin List, do Instituto Max Planck para Pesquisas com Carvão, e o britânico David WC MacMillan, da Universidade de Princeton (EUA), são os responsáveis pela organocatálise assimétrica. A descoberta teve um grande impacto na pesquisa farmacêutica e tornou a química mais verde.

Muitas áreas de pesquisa e indústrias dependem da capacidade dos químicos de construir moléculas que podem formar materiais elásticos e duráveis, armazenar energia em baterias ou inibir a progressão de doenças. Este trabalho requer catalisadores: substâncias que controlam e aceleram reações químicas, mas não fazem parte do produto final.

Os catalisadores de carros, por exemplo, transformam as substâncias tóxicas dos gases de escapamento em moléculas inofensivas. Nossos corpos também contêm milhares de catalisadores na forma de enzimas, que esculpem as moléculas necessárias para a vida.

Os catalisadores são, portanto, ferramentas fundamentais para os químicos, mas os pesquisadores há muito acreditavam que havia, em princípio, apenas dois tipos de catalisadores disponíveis: metais e enzimas.

Benjamin List e David MacMillan recebem o Prêmio Nobel de Química 2021 porque desenvolveram um terceiro tipo de catálise. A chamada organocatálise assimétrica está baseada em pequenas moléculas orgânicas. Os estudos foram feitos nos anos 2000 e os pesquisadores não trabalharam juntos. 

“Este conceito de catálise é tão simples quanto engenhoso, e o fato é que muitas pessoas se perguntam por que não pensamos nisso antes”, diz Johan Åqvist, presidente do Comitê Nobel de Química. A partir dessas reações os pesquisadores podem construir qualquer coisa, desde novos fármacos a moléculas que podem capturar luz em células solares. 

O objetivo de List em suas pesquisas era descobrir se é realmente necessário ter uma enzima completa para obter um catalisador. Para fazer isso, ele testou a capacidade de um aminoácido chamado prolina conseguir catalisar uma reação química. "Funcionou de forma brilhante", observaram os membros da academia sueca.

MacMillan, por sua vez, trabalhava com catalisadores metálicos que eram facilmente destruídos pela umidade. Ele estudou a possibilidade de desenvolver um tipo de catalisador mais durável usando moléculas orgânicas simples. Um deles provou ser excelente em catálise assimétrica.

O prêmio de Química encerra a divulgação dos nobéis de ciência deste ano. Na segunda-feira foram divulgados os vencedores da categoria Medicina e na terça foi a vez dos ganhadores do Nobel de Física. Ao todo, sete homens foram premiados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.