Nova metodologia aumenta novos casos de Aids nos EUA em 40%

Pelo menos 56 mil pessoas são infectadas com o vírus todos os anos no país, de acordo com a projeção

REUTERS

02 de agosto de 2008 | 12h19

Pelo menos 56 mil pessoas são infectadas com o vírus da Aids todos os anos nos Estados Unidos -- 40 por cento mais do que as estimativas anteriores previam, de acordo com um relatório do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA. O centro salientou que as atuais taxas de infecção não subiram, mas disse que melhores métodos para avaliar novas infecções levados para a população levaram a essa estimativa. "As primeiras estimativas do CDC com esses sistema revelam que a epidemia de HIV é e tem sido pior do que se pensava. Os resultados indicam aproximadamente 56.300 novas infecções com o HIV ocorreram nos Estados Unidos em 2006", afirmou o CDC em comunicado. "Esse número é 40 por cento maior do que a estimativa anterior do CDC, de 40 mil infecções por ano, que era feita com dados limitados e métodos menos precisos", concluiu o centro. Mundialmente, 33 milhões de pessoas estão infectadas com o vírus da Aids, doença que causa 2 milhões de mortes todos os anos. O CDC estima em 1 milhão o número de infectados nos Estados Unidos, com entre 15 mil e 18 mil mortes anuais. (Reportagem de Maggie Fox)

Tudo o que sabemos sobre:
CIENCIAEUAAIDS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.