Nova Zelândia cria medidas para reduzir emissão de gases

Legislação prevê que em 2012 biocombustíveis respondam por 3,4% dos combustíveis utilizados no país, diz jornal

Efe,

12 de fevereiro de 2008 | 09h01

O governo da Nova Zelândia anunciou nesta terça-feira, 12, medidas no setor energético para conseguir seu objetivo de reduzir drasticamente a emissão de gases que causam o efeito estufa, informou o jornal local The New Zealand Herald.   As duas principais medidas são a diminuição das emissões de gases por parte do transporte comercial e uma legislação para que em 2012 os biocombustíveis respondam por pelo menos 3,4% dos combustíveis utilizados no país.   A primeira-ministra neozelandesa, Helen Clark, declarou no Parlamento que seu país "tem de se transformar em parte da solução para o maior problema do mundo e não ser um dos últimos a responder".   Helen se referiu à campanha que ocorre na Europa e na qual os consumidores adquirem produtos locais para evitar a emissão de gases provocada pelo transporte de mercadorias procedentes de pontos distantes.   A Nova Zelândia estipulou como objetivo eliminar totalmente em 2040 a emissão de gases do efeito estufa no setor do transporte, e na indústria elétrica em 2025.

Tudo o que sabemos sobre:
Nova Zelândiaefeito estufa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.