O salvamento de 16 tartarugas, quase mortas de frio

Dezesseis tartarugas, quase mortas, congeladas nas água gélidas de Cape Cod Bay, em Massachussetts, foram levadas hoje a centros de reabilitação na Flórida. As tartarugas estavam entre as 55, avistadas em novembro e dezembro em Cape Cod, onde encalharam nessa baia em forma de gancho, ao tentarem migrar para águas quentes.?O formato de Cape Cod é uma armadilha perfeita para tartarugas?, diz Charles Manire, tratador de animais do Mote Marine Laboratory em Sarasota. ?Elas entram e depois não conseguem sair. Teriam de virar para o norte para ir para o sul, o que é completamente contra sua natureza de migrar para uma direção em particular.?Voluntários distribuíram as tartarugas entre o Mote, o SeaWorld, em Orlando, e o Florida Aquarium em Tampa. O Mote recebeu seis tartarugas Kemp, uma tartaruga verde-mar, e uma híbrida.?As tartarugas Kemp estão entre as mais ameaçadas espécies de tartarugas marinhas, e esta foi uma das razões porque fizemos tanto esforço para salvá-las?, diz Manire. ?Cada uma que salvamos tem potencial para reproduzir-se e ajudar a salvar a espécie.?A equipe de resgate levou as tartarugas primeiro para o New England Aquarium, de Boston, que conseguiu elevar a temperatura de seus corpos e deu-lhes antibióticos. Das outras tartarugas, 23 morreram, 5 ainda estão sendo tratadas no aquário de Boston e 11 foram despachadas para o Museu Audubon, em Nova Orleans.

Agencia Estado,

18 de fevereiro de 2004 | 18h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.