O tigre de Tarzã fugiu e agora está morto

Os guardas florestais haviam dito que pretendiam capturar Bobo com dardos tranqüilizantes. Mas foram tiros de verdade que mataram o tigre de seis anos, que escapou na segunda-feira de seu dono, o Tarzã de uma série de filmes B da década de 70.Steve Sipek, mais conhecido como o ator Steve Hawkes, está inconsolável. Ele tem certeza de que poderia evitar a morte de Bobo e levá-lo para casa, se tivesse chegado ao local antes que atirassem nele.?Matar é a palavra?, disse, revoltado. ?Eles mataram um pobre e desamparado animal, que apenas parecia feroz, como qualquer outro tigre. Mas Bobo tinha um coração de ouro.?Os próprios guardas florestais disseram não acreditar que o tigre pudesse atacar. Ele nunca foi ensinado a caçar e nunca matou nada, embora, há dois anos, haja mordido e machucado seriamente uma mulher que o tratava, dentro de sua jaula.Uma dúzia de guardas florestais e auxiliares do xerife de Loxahatchee estavam procurando o tigre há mais de um dia. Ele havia sido avistado ontem, em uma área de cinco acres de denso pinheiral. Os policiais garantem que tinham toda a intenção em atirar com tranqüilizantes, mas afirmam que tigre saltou sobre um deles, que atirou com seu revólver, em defesa própria. Pelo menos é o que diz Jorge Pino, porta-voz da Comissão de Proteção da Vida Animal e Piscicultura da Flórida?É desnecessário dizer que o dono está muito chateado. Nós estamos chateados?, assegurou Pino. Sipek contou que desenvolveu uma grande afeição pelos grandes felinos quando um deles o empurrou das chamas num set, há mais de 30 anos, salvando sua vida. Foi então que prometeu que para sempre cuidaria deles. É o que faz hoje, numa propriedade a cerca de 16 quilômetros de West Palm Beach, onde cria, além de Bobo, outro tigre, dois leões, um leopardo preto e um puma, atrás de uma placa onde se lê ?Os invasores podem virar comida?. Bobo foi criado lá desde filhote.Ele disse ao programa Good Morning America, da rede ABC, que os policiais asseguraram-lhe que não tentariam capturar o tigre até tarde da noite de ontem e, então, ele foi para casa para tomar um banho. Quando estava voltando para juntar-se à busca, ouviu cinco tiros. ?Meu coração parou?, disse, ao perceber que não poderia mais proteger Bobo.Mas há também um fato inquietante por trás da fuga do tigre. Sipek garante que alguém teria de ter aberto um portão para que Bobo pudesse escalar o muro de 3,6 metros de altura, que rodeia sua propriedade.?Ele foi solto por alguém interessado em causar problemas?, disse no programa The Early Show da rede CBS.Willie Puz, da Comissão de Proteção da Vida Animal, afirmou hoje que a denúncia de Sipek está sendo investigada.Alguns dos vizinhos de Sipek ? que mudaram-se para a área rural pelo menos motivo, ter espaço para criar seus animais ? não nutrem muita simpatia pelo ex-ator, dizendo que os grandes felinos são perigosos.Um especialista em comportamento animal concorda, rebatendo os que diziam que Bobo não apresentava perigo.?Tigres são animais selvagens e mantém seus instintos. E não digam que ele é manso porque não possui suas garras ? ainda terá os dentes e eles são poderosos?, diz Ron Tilson, diretor de preservação do Zôo de Minnesota.

Agencia Estado,

14 de julho de 2004 | 16h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.