Observatório vê nascimento de estrelas em galáxia vizinha

Região de NGC 346, na Pequena Nuvem de Magalhães, estende-se por 200 anos-luz e produz nebulosa colorida

estadao.com.br,

24 Fevereiro 2010 | 16h48

O Observatório Europeu Sul divulga nesta quarta-feira, 24, uma nova imagem de NGC 346, a mais luminosa região de formação de estrelas da Pequena Nuvem de Magalhães, uma galáxia vizinha da Via-Láctea.

 

Astrônomos descobrem objeto mais distante do universo

 

Na imagem, a luz, os ventos e o calor gerados pelas estrelas de grande massa dispersaram o gás brilhante que cerca o aglomerado, formando uma estrutura semelhante a uma teia de aranha.

 

A nebulosa criada pela energia das estrelas jovens dentro da Pequena Nuvem de Magalhães. ESO

 

NGC 346 cobre cerca de 200 anos-luz, uma região com 50 vezes a distância que separa a Terra da estrela mais próxima, Alfa Centauri. Muitas das estrelas em NGC 346 são relativamente jovens, com poucos milhões de anos de idade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.