OMC pede parecer de cientistas sobre transgênicos

A Organização Mundial do Comércio (OMC) está convocando cientistas para dar um parecer sobre os efeitos das sementes transgênicas para a saúde. Numa iniciativa pouco comum no órgão, os juízes internacionais decidiram pedir a ajuda de pesquisadores antes de declarar se as barreiras existentes na Europa contra produtos transgênicos são legítimas ou não.A convocatória ocorre no marco da disputa entre EUA, Canadá e Argentina, de um lado, e União Européia (UE) de outro. Em 2003, os três países iniciaram um contencioso contra Bruxelas, alegando que os europeus violaram regras comerciais ao impedir que produtos agrícolas feitos a partir de sementes modificadas entrassem no mercado da UE.Tanto canadenses como argentinos se aliaram à Casa Branca diante da alta porcentagem de produção transgênica em seus setores agrícolas.Regras comerciaisSegundo ativistas, o governo dos EUA fez de tudo para impedir que a OMC convocasse cientistas, argumentando que a disputa tem como base regras comerciais, não questões de saúde.Já os europeus, indicaram que os árbitros não poderiam tomar uma decisão sem consultar especialistas que pudessem dizer qual o atual entendimento sobre os efeitos de produtos transgênicos, sugestão que acabou sendo acatada.As organizações não-governamentais (ONGs) comemoraram a decisão e alertaram que isso significará que a Casa Branca não terá um resultado da disputa antes das eleições presidenciais.MéxicoNa Cidade do México, ativistas do Greenpeace se acorrentaram às portas da Secretaria de Saúde, na quinta-feira, protestando contra a venda de produtos transgênicos.Segundo os ambientalistas, as autoridades mexicanas têm autorizado companhias internacionais a vender no país pelo menos duas dezenas de produtos contendo organismos geneticamente modificados.   leia mais sobre transgênicos

Agencia Estado,

27 de agosto de 2004 | 13h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.