Onça ataca animais e assusta moradores no interior de SP

Uma onça parda adulta está atacando animais e assustando os moradores dos bairros do Éden e Cajuru, no distrito industrial de Sorocaba. Na madrugada de ontem, o felino matou uma vaca do sitiante Pedro Simão da Penha Júnior, morador do Cajuru. Os vizinhos ouviram os mugidos do animal e chegaram a tempo de ver a onça devorando parte da carne do bovino. Antes, ela havia atacado cinco cavalos do sitiante que estavam presos em um curral. Os animais romperam a cerca e fugiram. Um deles ficou ferido. A cachorra Jamanta, que pertence ao metalúrgico Osmar Alvim Vendt, um dos vizinhos, investiu contra a onça, mas foi ferida com uma patada. O felino já havia matado um cachorro dias antes e, há um mês, causou a morte de uma vaca que era mantida no terreno de uma indústria. Assustados, os moradores se trancam em casa e prendem os animais domésticos. A Polícia Ambiental de Sorocaba informou que está monitorando a onça parda, também conhecida como sussuarana. O espécime que está atacando os animais é provavelmente uma fêmea e pesa cerca de 150 quilos. O felino tem hábitos noturnos e provavelmente veio para a região atraído pela grande quantidade de mamíferos, como capivaras, quatis e veados, que vivem nas margens do Ribeirão Piragibu, protegidas por remanescentes da mata atlântica. Os policiais orientaram os moradores a não tentarem capturar o felino. Acuado, ele pode atacar pessoas. A polícia entrou em contato com o centro especializado em mamíferos predadores do Ibama em Atibaia. Biólogos estão acompanhando a movimentação da onça. Se os ataques não cessarem, eles pretendem capturar o animal, usando dardos com sedativos, e soltá-lo em uma reserva florestal. Na semana passada, o morador de uma chácara em Araçoiaba da Serra, cidade da região, encontrou uma jaguatirica, felino menor que a onça, escondida no banheiro da casa. O animal foi capturado pelos bombeiros e solto na Floresta Nacional de Ipanema.

Agencia Estado,

29 de abril de 2004 | 17h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.