Ônibus da Cúpula têm carroceria de empresa brasileira

As carrocerias dos reluzentesônibus de dois andares alugados pela organização da CúpulaMundial sobre Desenvolvimento Sustentável são montadas na Áfricado Sul pela empresa brasileira Marcopolo.Em reunião com o presidente Fernando Henrique Cardosohoje à tarde, os executivos da empresa apresentaram seu casode sucesso na área das exportações e fizeram uma reivindicação:que o governo brasileiro facilitasse a aceitação como pagamento,de produtos como petróleo e diamantes, dos países da ÁfricaMeridional, que têm interesse em comprar as carrocerias, mas nãomoeda forte para pagá-las.A reação do presidente foi positiva, segundo MauroBellini, responsável pela Marcopolo na África do Sul. A Marcopolo se instalou na África do Sul em 1996, ano daprimeira visita de FHC ao país. Naquele ano, exportou US$ 2milhões em componentes para a montagem das carrocerias. Em seisanos, o volume saltou para US$ 20 milhões.No total, a companhia fundada em 1949, exporta US$ 200 milhões por ano para 50 países. "Aqui vai uma mensagem para os empresários brasileiros:para ter resultados, é preciso fazer apostas de longo prazo",declarou Gilmar Marinho, gerente comercial para a África e oOriente Médio.

Agencia Estado,

01 de setembro de 2002 | 19h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.