Ônibus espacial Atlantis se acopla ao telescópio Hubble

Fissuras descobertas na fuselagem do ônibus não são graves; reparos ao Hubble começam na quinta

AP,

13 de maio de 2009 | 12h45

O ônibus espacial Atlantis se posicionou nesta quarta, 13, para concluir a aproximação com o telescópio Hubble e iniciar cinco dias de atividades para repará-lo.

 

As fissuras descobertas na terça na fuselagem do Atlantis não são graves e não precisarão ser inspecionadas novamente. Apesar disso, a Nasa prepara outro ônibus espacial para o caso de algum pedaço de lixo espacial se chocar contra a Atlantis, já que a órbita onde o telescópio se localiza é rodeada por peças de satélites e outros tipos de detrito.

 

 

 

A operadora de robôs Megan McArthur usará um braço robótico de 15 metros para agarrar o antigo telescópio e acoplá-lo ao ônibus espacial, um encontro que deverá ocorrer a 563 quilômetros de altura, sob o Oceano Índico. Cientistas já informaram que o Hubble poderá estar com um aspecto desengonçado, pois não é reparado há sete anos.

 

A partir de quinta, duas equipes de astronautas, com dois homens cada, se revezarão para trocar as baterias e giroscópios do Hubble, além de um sistema de câmeras. Também serão instaladas novas placas termais e uma nova unidade de dados científicos, pois a original quebrou em setembro do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
CIENCIAATLANTIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.