Ônibus espacial soviético vira peça de museu na Alemanha

Buran 002 está a caminho Technik-Museum Speyer, no sudeste da Alemanha

Efe

09 de abril de 2008 | 16h02

Um dos orgulhos do programa espacial soviético está fazendo uma jornada silenciosa rumo a sua nova casa, subindo o rio Reno a bordo de um barco. O ônibus espacial Buran 002 está a caminho Technik-Museum Speyer, no sudeste da Alemanha, que diz estar de olho na nave há muitos anos. O Buran estava armazenado em Bahrain desde 2002. Mês passado, a nova aquisição do museu - que teve as asas removidas para transporte - foi colocada em um navio em Manama para sua jornada ao porto holandês de Roterdã.  A nave foi então transferida para uma barca para sua viagem tranqüila pelo Reno. Ela saiu de Colônia nesta quarta-feira, 9, depois de passar pela catedral da cidade na terça-feira, 8. O Buran - resposta soviética às naves espaciais reutilizáveis da Nasa, com as quais se parece bastante - fez seu primeiro vôo em 1988. Ele nunca realizou um vôo tripulado. Responsáveis pelo programa espacial soviético alegavam, na época, que o Buran era superior à nave rival americana porque podia voar em piloto automático e tinha uma capacidade maior, mas o programa acabou em meio à falta de verba e ao caos do final da URSS. Diversas naves Buran foram deixadas enferrujando em hangares. O ônibus espacial deve chegar ao museu no sábado, 12.

Tudo o que sabemos sobre:
Buranônibus espacialAlemanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.