Ônibus híbrido brasileiro ganha prêmio internacional

A empresa brasileira Eletra, sediada em São Bernardo do Campo, em São Paulo, recebeu ontem, em São Francisco, nos Estados Unidos, o prêmio World Technology, promovido pela World Technology Network e ancorado por gigantes norte-americanas das áreas de tecnologia e comunicação, como a Nasdaq, Time e Microsoft. Segundo lugar na categoria Energia, a empresa é responsável pelo desenvolvimento da tecnologia do ônibus híbrido, que gera energia combinando motor a diesel, gerador elétrico e banco de baterias.O sistema premiado, de tração híbrido elétrico, permite a redução de até 90% na emissão de poluentes e economia de até 30% no consumo de combustível, segundo medições da Universidade do Rio de Janeiro. A tecnologia é utilizada em 13 ônibus que circulam no Brasil e foi exportada para o Chile e a Nova Zelândia. No momento, a empresa está negociando a exportação da tecnologia para países como Panamá, Venezuela, Taiwan, Israel, Índia e Estados Unidos.Entre os premiados do World Technology estavam, ainda, mais três brasileiros: Rodrigo Baggio, fundador do Comitê pela Democratização da Informática, que ficou em primeiro lugar na categoria Terceiro Setor, Rubem César Fernandes, diretor-executivo do Viva Rio, também como Terceiro Setor, e o secretário da Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco, Cláudio Marinho, na categoria Política.

Agencia Estado,

26 de junho de 2003 | 14h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.