<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1659995760901982&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

ONU aprova resolução contra a clonagem humana

A ONU aprovou uma resolução que pede às nações que proíbam todas as formas de clonagem humana que não protejam a vida - incluindo aquelas com fins terapêuticos. Com 71 votos a favor, 35 contra e 43 abstenções, a resolução reflete as divisões entre os 191 países membros da ONU. Países islâmicos se abstiveram alegando falta de consenso sobre o tema. A resolução agora deverá ir à Assembléia da ONU para ser votada. Se aprovada, ela deverá ser apenas uma recomendação, sem força legal. A resolução adotada nesta sexta-feira pede aos membros que façam mudanças na legislação interna dos países para proibir a clonagem humana "na medida que ela é incompatível com a dignidade humana e com a proteção da vida".O texto do acordo pede também que os países adotem medidas necessárias para proibir a aplicação de "técnicas de engenharia genética que possam ser contrárias à dignidade humana". Os Estados membros também devem adotar medidas para prevenir a "exploração da mulher na aplicação da ciência".   leia mais sobre células-tronco

Agencia Estado,

19 de fevereiro de 2005 | 11h09

Selecione uma opção abaixo para continuar lendo a notícia:
Já é assinante Estadão? Entrar
ou
Não é assinante?
Escolha o melhor plano para você:
Sem compromisso, cancele quando quiser
Digital Básica
R$
0, 99
/ mês
No primeiro mês
R$ 9,90/mês a partir do segundo mês
  • Portal Estadão.
  • Aplicativo sem propaganda.
Digital Completa
R$
1, 90
/ mês
No primeiro mês
R$ 19,90/mês a partir do segundo mês
Benefícios Digital Básica +
  • Acervo Estadão 146 anos de história.
  • Réplica digital do jornal impresso.
Impresso + Digital
R$
22, 90
/ mês
No primeiro ano
R$ 56,90/mês a partir do segundo ano
Benefícios Digital Completa +
  • Jornal impresso aos finais de semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.