ONU faz apelo por medidas além do Protocolo de Kyoto

A Organização das Nações Unidas fez nesta quarta-feira um alerta à comunidade internacional sobre a necessidade de medidas mais abrangentes diante do aquecimento global e das mudanças climáticas.Na abertura da fase decisória da 10.ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP-10), em Buenos Aires, a secretária-executiva da cúpula, a holandesa Joke Waller-Hunter, disse a representantes de quase 180 países - incluindo cerca de 90 ministros - que já não bastam as metas do Protocolo de Kyoto."Uma década de ações para combater um problema que deve durar por séculos não é mais do que um primeiro passo. Impõe-se planejar as etapas seguintes", disse ela, referindo-se ao período pós-Protocolo de Kyoto, que estabelece medidas de 2005 a 2012.O secretário-geral da ONU, Kofi Annan, falou em seguida e também defendeu um passo adiante do que estabelece o protocolo. "Temos de fazer mais para atenuar as conseqüências das mudanças climáticas, e sem uma redução apropriada das emissões de gases será impossível a adaptação a elas", disse Annan.O presidente argentino, Néstor Kirchner, criticou os Estados Unidos - sem nominar o país - por não ter ratificado o Protocolo de Kyoto. "Não podemos aceitar que sociedades inteiras sejam condenadas ao desaparecimento só porque em outro lugar do mundo não se aceita fazer o esforço necessário", atacou. leia mais

Agencia Estado,

15 de dezembro de 2004 | 15h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.