ONU lançará portal para indígenas de todo o mundo

A ONU lançará quinta-feira um portal eletrônico para que indígenas de todo o mundo exponham sua situação em assuntos como saúde, controle de recursos naturais e direitos humanos.A iniciativa foi desenvolvida pela Associação para o Meio Ambiente dos Povos Indígenas (Pipe) e é apoiada pelo Conselho Econômico e Social (Ecosoc) e o Departamento de Informação Pública (DPI) da ONU.O objetivo deste novo portal, segundo o presidente da Pipe, Goodluck Diigbo, é possibilitar que organizações indígenas de todo o mundo possam se comunicar entre si e discutir seus problemas e reivindicações.Além disso, a iniciativa é uma oportunidade para os indígenas exporem suas situações em matéria de direito à terra, saúde, controle de recursos naturais, direito à autodeterminação, direitos humanos e uso de suas línguas autóctones.Após lembrar que em 30 países há disputas entre comunidades indígenas, governos e empresas, Diigbo destacou que o portal também "tem uma missão a longo prazo, que é criar um clima de coexistência pacífica, necessária para a segurança e a paz no mundo".O nascimento do portal coincide com a realização do 4.º Fórum sobre Assuntos Indígenas na sede da ONU em Nova York, do qual participam mais de cem organizações e ativistas de distintos países.

Agencia Estado,

24 de maio de 2005 | 11h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.