Operação Agrotóxico autuou 36 propriedades no Centro-Oeste

O Ibama acaba de divulgar o resultado da Operação Agrotóxico, realizada durante 35 dias na região Centro-Oeste, mobilizando 26 agentes. Iniciada em Mato Grosso do Sul, as vistorias aconteceram também em Goiás e Mato Grosso, totalizando 356 propriedades rurais e 43 revendedores de defensivos agrícolas. Foram autuadas 36 propriedades, por utilização de produtos irregulares (agrotóxicos contrabandeados) e descarte inadequado de embalagens, com aplicação de multas no valor de R$ 1,1 milhão.O resultado foi apresentado ontem, durante o lançamento da campanha Diga Não aos Produtos Ilegais, na sede da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), em Cuiabá, pelo consultor técnico do Ibama, Marcelo Neiva Amorim. ?Trata-se de uma campanha educativa, onde explicaremos o registro e a utilização de agrotóxicos no Brasil e os problemas ambientais causados pelo uso de produtos ilegais?, explica.A campanha, que já está em vigor no Mato Grosso do Sul, será entendida a todo o Centro-Oeste e depois seguirá para outros estados onde o Ibama já constatou a utilização de agroquímicos contrabandeados, como Rio Grande do Sul e Paraná. Segundo Amorim, ?a utilização de agrotóxicos irregulares ameaça o solo e os cursos d?água e a saúde da população?.

Agencia Estado,

20 de dezembro de 2002 | 14h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.