Orangotangos podem estar extintos em 20 anos

A destruição de seu habitat por madeireiras pode levar à extinção dos orangotangos dentro de 20 anos, de acordo com um estudo divulgado hoje pela pesquisadora Cheryl Knott, de Harvard. O número de madeireiras, segundo o estudo, tem crescido. E o que é pior, deixando as margens dos rios e avançando para o interior das florestas, onde vivem os orangotangos. Cheryl Knott estuda orangotangos no Parque Nacional de Gunung Palung, na Indonésia, ondem vivem 2.500 desses animais, cerca de 10% do total existente no mundo.

Agencia Estado,

29 de setembro de 2003 | 18h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.