Organizações se unem para defender missões à Lua e Marte

Treze grupos de defesa da exploração espacial, associações industriais e organizações políticas anunciaram apoio conjunto à visão do presidente George W. Bush para enviar astronautas à Lua e a Marte. A união é incomum num campo onde cientistas e empresários travam disputas em torno de questões como a prioridade de uma missão sobre a outra, um equipamento sobre o outro.O movimento reflete a necessidade de uma revitalização do programa espacial americano, diz o grupo. ?É de importância crítica para esta nação delinear e executar uma agenda exploração espacial claramente definida e apoiada pelo governo federal?, disse Marc Schlather, presidente da organização ProSpace. Ele citou os benefícios do desenvolvimento tecnológico e do estímulo aos jovens para que busquem carreiras ligadas ao espaço, num momento em que a Nasa se preocupa com o envelhecimento de sua equipe.Uma das metas da união é fazer lobby no Congresso americano para conseguir mais verba para o programa espacial de Bush, reduzindo os temores de que o projeto é muito caro e pouco prático. Em janeiro, o presidente anunciou seu plano de aposentar o ônibus espacial em 2010, retornar à Lua por volta de 2020 e depois ir a Marte. Uma comissão presidencial prepara um relatório sobre como melhor implementar essa visão.Entre as organizações que tomam parte na declaração conjunta de apoio estão a Mars Society, Planetary Society, ProSpace e outras.

Agencia Estado,

07 de maio de 2004 | 16h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.