Pacto do G8 pelo clima está difícil, admite Blair

O primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, admitiu nesta segunda-feira que será "muito difícil" obter um acordo sobre o problema da mudança climática na cúpula do Grupo dos Oito (G8, os sete países mais ricos e a Rússia), em Gleneagles, Escócia, entre os dias 6 e 8 de julho.Na entrevista coletiva mensal realizada na residência oficial de Downing Street, Blair reconheceu que será difícil conseguir um consenso mas ressaltou que é necessária uma ação urgente para reduzir as emissões dos gases que causam o efeito estufa."Acho que é muito importante termos algum acordo claro e que é preciso avançar rumo a uma economia de pouco carbono. Precisamos limitar as emissões de gases poluentes com urgência", acrescentou.Para a presidência britânica do G8, o alívio da pobreza na África e a mudança climática são assuntos prioritários da cúpula da próxima semana que reunirá os líderes de Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão, Reino Unido e Rússia.  mudanças climáticas

Agencia Estado,

27 de junho de 2005 | 11h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.