Padre assassinado em 1946 será beatificado na Itália

Francesco Bonifácio foi morto por membros da resistência iugoslava, após o fim da 2ª Guerra Mundial

Ansa,

04 de agosto de 2008 | 14h54

O sacerdote italiano Francesco Bonifacio, que foi assassinado em 1946, será beatificado em Trieste, no noroeste da Itália, no dia 4 de outubro, segundo informou a diocese da cidade, à qual o papa Bento XVI concedeu autorização para realizar a cerimônia na catedral de San Justo. O papa será representado na cerimônia pelo arcebispo Angelo Amato, prefeito da Congregação para a Causa dos Santos.  Em decreto assinado no dia 3 de julho passado, Bento XVI afirma que o sacerdote Francesco Bonifácio, nascido em 1912 e morto em 1946, foi assassinado por "ódio à fé".   O padre foi morto durante uma série de massacres promovidos por membros da resistência iugoslava contra italianos, pouco após o fim da 2ª Guerra Mundial. Conhecidos como "Massacres da Foibe", os crimes já foram interpretados como tentativa de limpeza étnica ou vingança contra supostos simpatizantes do fascismo.

Tudo o que sabemos sobre:
padreiugosláviaitáliafascismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.