Padre decide cancelar concurso de beleza de freiras

O teólogo Antonio Rungi desistiu do projeto depois de receber uma série de 'insultos' pela internet

Ansa,

25 de agosto de 2008 | 16h47

O padre Antonio Rungi, o teólogo italiano que queria lançar um concurso para eleger, através da internet, a freira mais bonita do mundo, desistiu do projeto após reações contrárias à iniciativa. "Acredito que houve somente uma grande confusão. Quem entendeu errado talvez não estivesse em boa fé", afirmou.   O padre esclareceu que "o único intuito da iniciativa era contar, na web, a vida nos conventos, mostrar como a vida das religiosas é mais bonita". Rungi se disse "desconcertado" pelas reações e denunciou ter recebido "insultos pesados. Alguém chegou a dizer que eu vou acabar no inferno".   "Tive que bloquear o blog por respeito às pessoas que teriam participado. E olhe que, em pouquíssimo tempo, havia recebido muitíssimas adesões", acrescentou o teólogo.   Antes do concurso das freiras, que havia sido intitulado Sister Italia 2008, Rungi já havia lançado outras iniciativas polêmicas entre os religiosos, como a reza do rosário em uma praia próximo aos banhistas, em cabines transformadas em sacristias.

Tudo o que sabemos sobre:
concurso de belezafreiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.