Países industrializados poluíram 2,3% a mais de 2000 a 2006

Dados evidenciam necessidade de atuar com urgência, pois ameaçam cumprimento das metas de Kyoto

Efe

17 de novembro de 2008 | 15h03

As emissões de gases do efeito estufa aumentaram 2,3% em 40 países industrializados entre 2000 e 2006, informou nesta segunda-feira, 17, em Bonn, na Alemanha, o secretário-executivo da Convenção das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC, em inglês), Yvo de Boer.   Segundo De Boer, os dados evidenciam a necessidade de atuar com urgência, pois caso contrário, ameaça o cumprimento das metas do Protocolo de Kyoto.   O Protocolo de Kyoto compromete os países industrializados a reduzir suas emissões poluentes em 5% no período entre 2008 e 2012 em relação aos níveis de 1990.   De Boer pediu que durante a conferência de Poznan, na Polônia, que será realizada de 1º a 12 de dezembro, se consigam "progressos" visando à cúpula sobre clima que acontecerá um ano depois em Copenhague, onde se deverá acertar um acordo que substitua o Protocolo de Kyoto a partir de 2012.   Apesar do aumento generalizado nos últimos anos, De Boer destacou que o volume de emissões em 2006 era 5% inferior a 1990, ano de referência para as metas de redução.   Segundo De Boer, o retrocesso se deveu fundamentalmente à derrubada das indústrias no Leste Europeu após a queda do consumo e não aos esforços concretos para reduzir as emissões.   O secretário-executivo da UNFCCC manifestou seu temor que a crise econômica internacional ocasione uma menor disposição a investir na luta contra a mudança climática.   Por outro lado, existe a possibilidade de uma recessão econômica derivar em uma queda do consumo energético.   "Não quero, no entanto, ver as metas do Protocolo de Kyoto serem cumpridas à custa de pessoas passando fome", acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
aquecimento globalpoluição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.