Pandas fazem ginástica para aprender a sobreviver

Pandas criados no cativeiro, na China, estão freqüentemente acima do peso e têm problemas de acasalamento, dificultando os esforços de preservação dessa espécie rara.?Eles estão gordos, seus membros não tem força e eles perdem a energia assim que começam a fazer sexo?, explicou o especialista Tang Chunxiang ao jornal chinês Wen Wei.Tang disse que os técnicos em preservação tiveram de ensinar-lhes um regime de exercícios para ajudar os pandas a perder peso e ganhar força antes da temporada de acasalamento ? que normalmente começa em março.O panda gigante é uma das espécies mais ameaçadas de extinção entre as espécies animais. Calcula-se que cerca de 1.000 vivam nas matas, em toda a China. Mais de 140 estão em cativeiro, em diversos lugares do mundo.Para aumentar o número de pandas selvagens, os criadores chineses estão ensinando técnicas de sobrevivência a pandas criados em cativeiro, na esperança de que alguns possam ser libertados no próximo ano.Apesar disso o Centro de Pesquisa em Reprodução Artificial de Panda de Chengdu, na província de Sichuan, no sudoeste da China, conseguiu uma história de sucesso na reprodução aritificial de pandas, neste ano, com 10 fêmeas grávidas este mês.Nos últimos três anos, houve um crescimento no número de pandas nascidos na China graças a essa técnica, aplicada tanto no centro de pesquisa como no Centro Wolong de Proteção ao Panda, também na mesma província.

Agencia Estado,

05 de abril de 2004 | 16h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.