Papa Bento 16 nomeia seis novos cardeais

O papa Bento 16 nomeou seis novos cardeais nesta quarta-feira, incluindo dois de países com grandes populações muçulmanas, deixando uma marca de seu pontificado no futuro da Igreja Católica.

Reuters

24 Outubro 2012 | 13h40

Todos os seis têm menos de 80 anos e, portanto, são elegíveis, de acordo com a lei da igreja, a entrar no conclave que um dia escolherá o sucessor de Bento 16. Os integrantes do grupo são conhecidos como "cardeais eleitores".

Os seis novos cardeais vêm dos Estados Unidos, do Líbano, da Índia, da Nigéria, da Colômbia e das Filipinas. A cerimônia para empossá-los, conhecida como consistório, ocorrerá em 24 de novembro, disse o papa em um anúncio inesperado em sua audiência geral semanal.

O papa é conservador em assuntos relacionados à fé e à conduta sexual, como controle de natalidade, homossexualidade e a proibição à ordenação de mulheres como padres. Toda vez que nomeia um cardeal, escolhe homens que compartilham seus pontos de vista e capazes de moldar o futuro da igreja.

Beatitude Bechara Boutros Rai, de 72 anos, o patriarca da Igreja Católica Maronita do Líbano, e o arcebispo John Olorunfemi Onaiyekan, de 68 anos, de Abuja, na Nigéria, são de países com populações muçulmanas significativas.

(Por Philip Pullella)

Mais conteúdo sobre:
RELIGIAOPAPACARDEAIS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.