Papa Bento XVI ordena seis novos arcebispos

Em cerimônia na Basílica de São Pedro, Pontífice destaca obrigações dos religiosos e ressalta o casamento

Efe,

29 de setembro de 2007 | 16h35

O papa Bento XVI ordenou neste sábado, 29, seis novos arcebispos, entre eles o italiano Gianfranco Ravasi, presidente do Pontifício Conselho da Cultura, e o polonês Mieczyslaw Mokrzycki, que foi seu secretário e também de João Paulo II e agora vai ser arcebispo coadjutor da Arquediocese de Lviv, na Ucrânia. As ordenações aconteceram na Basílica de São Pedro, durante uma missa solene na qual Bento XVI disse que os bispos têm que ser homens de Deus, "oradores que intercedem pelos homens perante Deus, mensageiros de Deus que ajudam os homens a encontrar sua verdadeira Natureza". O pontífice também ordenou os italianos Francesco Brugnaro - arcebispo de Camerino - São Severino Marche, na Itália -, Tommaso Caputo - novo mensageiro na Líbia e Malta -, Sergio Pagano - prefeito do Arquivo Secreto Vaticano - e Vincenzo Di Mauro - novo secretário da Prefeitura para os Assuntos Econômicos da Santa Sé. Bento XVI ressaltou que é obrigação do bispo, "como homem de Deus, abrir espaço a Deus no mundo e, assim, defender a grandeza do Homem". A obrigação do bispo, acrescentou, é "falar aos corações dos homens em nome de Cristo". O papa destacou ainda que o casamento, "estabelecido na Criação", está ameaçado pelo pecado e que, por isso, Cristo o tornou um sacramento.

Tudo o que sabemos sobre:
Papa Bento XVI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.