Papa diz que envio de armas à Síria é um 'pecado grave'

O papa Bento 16, chegando ao Líbano nesta sexta-feira para uma visita de três dias enquanto a vizinha Síria vive uma intensa guerra civil, pediu o fim do envio de armas para a Síria, o que considerou um "pecado grave".

Reuters

14 de setembro de 2012 | 08h10

Falando a repórteres a bordo de seu avião, o papa elogiou as manifestações da Primavera Árabe, que foi descrita por ele como um "grito por liberdade", desde que seja acompanhada pela tolerância religiosa.

(Reportagem de Phil Pullella)

Tudo o que sabemos sobre:
RELIGIAOPAPASIRIAARMAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.