Papa diz sentir 'vergonha' por abuso de menores na Austrália

Bento XVI falou durante a missa que celebrou na catedral de Santa Maria da cidade de Sydney

Efe

18 de julho de 2008 | 21h33

O papa Bento XVI reconheceu nesta sexta-feira, 18, "a vergonha" que sente a Igreja Católica pelos abusos de menores cometidos por alguns sacerdotes e religiosos na Austrália e disse condenar o fato "inequivocamente".   Veja também:  Austrália poderá ter primeira santa católica em breve  Pais de vítimas de abuso querem desculpas públicas do papa  Bento XVI usa barco para passear por Sydney  Papa fala sobre defesa do meio ambiente na Austrália  Pais de meninas abusadas por padre pedem audiência com papa  Começa em Sydney a Jornada Mundial da Juventude   O papa falou durante a missa que celebrou na catedral de Santa Maria da cidade de Sydney, onde participa da Jornada Mundial da Juventude.   "Gostaria de reconhecer a vergonha que todos nós temos que sentir como resultado dos abusos sexuais cometidos por alguns sacerdotes e religiosos nesse país", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
papa bento xviaustrália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.