Papa eleva bispo coadjutor de Coroatá (MA) a monsenhor

Sebastião Bandeira Coelho, de 51 anos, é bispo titular de Tubursico e auxiliar da Arquidiocese de Manaus

Efe,

07 Janeiro 2010 | 11h15

O papa Bento XVI nomeou nesta última quarta-feira, 6, o bispo Sebastião Bandeira Coelho coadjutor de Coroatá, no Maranhão, ao cargo de monsenhor, até agora bispo titular de Tubursico e auxiliar de Manaus, informou nesta quinta-feira o escritório de imprensa do Vaticano. Nesta quinta-feira, ocorreu a publicação da nomeação no site da Santa Sé.

 

Veja também:

linkSegurança de Bento XVI é reforçada após incidente no Natal 

 

Sebastião Bandeira Coelho nasceu em 31 de janeiro de 1959, em Riachão, na diocese de Balsas, no Maranhão. Ele começou seus estudos na cidade natal para depois continuar o ensino médio no Colégio Pio X, em Balsas, e os cursos de Filosofia e Teologia no Seminário Arquidiocesano de Fortaleza. O novo bispo coadjutor de Coroatá formou-se em Teologia Dogmática pela Universidade Pontifícia Gregoriana de Roma.

 

Em 28 de junho de 1984 foi ordenado sacerdote pela diocese de Balsas e exerceu seu primeiro Ministério, no Seminário Menor e depois no Maior de Balsas. Depois foi pároco em Fortaleza dos Nogueiras, vigário geral da diocese de Balsas, responsável do Pastoral familiar e pela Pastoral Vocacional. Ao mesmo tempo, realizou uma missão pastoral em três bairros da cidade de Balsas.

 

Foi nomeado reitor do Seminário Diocesano, situado na cidade de São Luís do Maranhão, e atuou como professor de Teologia e Coordenador dos cursos de Teologia do Instituto de Estudos Superiores do Maranhão (IESM). Em 22 de dezembro de 2004, ele foi nomeado bispo titular de Tubursico e auxiliar da Arquidiocese de Manaus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.