Papa, em seu último Ângelus, diz que segue vontade de Deus

O papa Bento 16, em seu último discurso dominical antes de deixar o posto, disse que estava seguindo a vontade de Deus e não abandonando a Igreja Católica Romana.

Reuters

24 Fevereiro 2013 | 09h13

O papo, em discurso a milhares de pessoas na praça de São Pedro, afirmou que continuará a servir à Igreja e amá-la, rezando e meditando após a histórica renúncia na quinta-feira. Segundo Bento 16, Deus o chamou para "escalar a montanha".

(Por Philip Pullella e Naomi O'Leary)

Mais conteúdo sobre:
PAPAMISSA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.