Tony Gentile/Reuters
Tony Gentile/Reuters

Papa na missa do Galo: 'Jesus é a luz que dissipa as trevas'

Pontífice celebrou uma missa breve na Basílica de São Pedro, no Vaticano

Efe,

24 Dezembro 2013 | 19h56

Cidade do Vaticano - "Jesus é a luz que dissipa as trevas", foi a mensagem lançada pelo papa Francisco na homilia durante a Missa do Galo, com a qual começa o Natal, e que celebrou nesta terça-feira na Basílica de São Pedro no Vaticano. Em sua primeira celebração do Natal, o papa argentino pronunciou uma homilia breve na qual a chegada de Jesus, celebrada hoje pelos católicos, foi o único tema.

Francisco começou afirmando que "somos um povo em caminho, e a nosso redor - e também dentro de nós - há trevas e luzes, mas na noite de hoje, quando o espírito das trevas cobre o mundo, se renova o acontecimento que sempre nos assombra e surpreende: o povo vê uma grande luz".

Depois o papa dissertou sobre as palavras "caminhar" e "ver" ao afirmar que "a identidade dos crentes católicos é ser peregrinos rumo à terra prometida".

E acrescentou "se alternam momentos de luz e de treva, de fidelidade e de infidelidade, de obediência e de rebelião, momentos de povo peregrino e de povo errante".

"Também em nossa história pessoal se alternam momentos luminosos e obscuros, luzes e sombras", disse o papa argentino, que acrescentou que "se amamos a Deus e aos irmãos, caminhamos na luz, mas se nosso coração se fecha, se prevalecem o orgulho, a mentira, a busca do próprio interesse, então as trevas nos rodeiam interiormente e por fora".

"Quem aborrece o irmão está nas trevas, caminha nas trevas, não sabe aonde vai, porque as trevas cegaram seus olhos", acrescentou o papa citando o apóstolo São João.

Depois Francisco lembrou que os pastores "foram os primeiros que receberam o anúncio do nascimento de Jesus", e justificou: "foram os primeiros porque eram dos últimos, os marginalizados".

"Deus nos ama, nos ama tanto que nos deu a seu Filho como nosso irmão, como luz para nossas trevas", lembrou o papa.

Francisco encerrou a homilia pedindo aos católicos que "não temam", pois "nosso pai tem paciência conosco, nos ama, nos dá Jesus como guia no caminho à terra prometida. Ele é a luz que dissipa as trevas. Ele é nossa paz".

Mais conteúdo sobre:
Natalpapa Francisco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.