Papa pede apoio após decisão de renunciar, diz que força diminuiu

O papa Bento 16, em seus primeiros comentários públicos após ter anunciado que vai se tornar o primeiro papa a renunciar em vários séculos, disse nesta quarta-feira ter certeza que a Igreja Católica será sustentada por Deus e pela fé, apesar das dificuldades.

Reuters

13 Fevereiro 2013 | 08h36

Falando durante sua audiência geral, em uma das últimas aparições públicas antes da renúncia marcada para 28 de fevereiro, o pontífice disse que tinha conhecimento da gravidade de sua decisão, mas também de perda de sua força física e espiritual.

Ele disse ter certeza que a Igreja iria sustentá-lo com orações e que Cristo continuará sendo seu guia.

Mais conteúdo sobre:
RELIGIAO PAPA PEDEAPOIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.