Papa pede que dívida externa da África seja cancelada

O líder da Igreja Católica afirmou isso em um discurso para o novo embaixador de Camarões

Efe

16 de junho de 2008 | 16h16

O papa Bento XVI pediu nesta segunda-feira, 16, à comunidade internacional que trabalhe com as autoridades africanas para conseguir diminuir, ou anular, a dívida externa da África e para realizar uma divisão mais eqüitativa dos recursos.   O líder da Igreja Católica afirmou isso em um discurso para o novo embaixador de Camarões ante a Santa Sé, Antonie Zanga, que nesta segunda-feira, 16, apresentou suas credenciais.   "Desejo que a Comunidade internacional, através de ajudas apropriadas e bem dirigidas e com uma política econômica em escala mundial, possa contribuir para romper o círculo vicioso do subdesenvolvimento e da pobreza extrema", declarou.   Além disso, fez um apelo para que se estude e considere os "vários fenômenos que afetam dramaticamente as povoações mais necessitadas como os desastres naturais, o aquecimento global, as pandemias, as guerras e o terrorismo".

Tudo o que sabemos sobre:
papa Bento XVIÁfrica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.