Papa pede que fiéis rezem o rosário pela paz no mundo

No Ângelus, Bento XVI ressalta papel da experiência missionária para educação dos jovens

Efe,

07 de outubro de 2007 | 10h21

O papa Bento XVI pediu neste domingo, 7, que os fiéis rezem o rosário para conseguir a paz "nas famílias, nas nações e no mundo", e ressaltou o papel da experiência missionária para a educação dos jovens. Os pedidos foram feitos durante o Ângelus, celebração semanal no Vaticano. "Nossa Senhora de Fátima pediu aos três pastores que rezassem o rosário todos os dias para conseguir o fim da guerra. Nós também devemos atender a esse pedido, e rezar com fé para obter a paz nas famílias, nas nações e no mundo inteiro", disse o pontífice perante milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro. Bento XVI lembrou que a Igreja celebra neste domingo a festividade de Nossa Senhora do Rosário, e que a "verdadeira paz" é divulgada onde os homens e as instituições "se abrem ao Evangelho". O anúncio do Evangelho, ressaltou o papa, continua sendo o primeiro serviço que a Igreja tem que dar à humanidade, "para oferecer a salvação de Cristo ao homem do nosso tempo, de tantas maneiras humilhado e oprimido, e para orientar em sentido cristão as transformações culturais e sociais que o mundo vive". Bento XVI destacou que este ano se celebra o 50º aniversário da encíclica Fidei donum de Pio XII, para promover a cooperação missionária entre as igrejas. "Todos os cristãos devem ser anunciantes do Evangelho com a palavra e com a vida", afirmou. Bento XVI disse também que a experiência missionária faz parte da formação cristã, e é importante que os adolescentes e os jovens possam vivê-la.

Tudo o que sabemos sobre:
PapaBento XVIVaticano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.