Papa pedirá perdão a vítimas de abusos sexuais na Austrália

Pontífice aproveitará participação na XXIII Jornada Mundial da Juventude, que começa no dia 15 de julho, em Sydney

Efe,

08 de maio de 2008 | 06h01

O papa Bento XVI pedirá perdão às vítimas de abusos sexuais cometidos por sacerdotes católicos no passado na Austrália, como fez durante sua recente visita aos Estados Unidos, informa nesta quinta-feira, 8, a imprensa australiana. O pontífice aproveitará sua participação na XXIII Jornada Mundial da Juventude, que começa no dia 15 de julho, em Sydney, para expressar seu pedido de desculpas oficial. "O papa Bento XVI utilizará sua visita à Austrália para expressar a vergonha e o arrependimento sobre o longo escândalo de abusos da Igreja, e poderia até mesmo se reunir com as vítimas", assinalaram as fontes. As vítimas e seus familiares na Austrália aumentaram a pressão sobre a Igreja Católica, a quem recriminam não ter tomado uma atitude mais drástica contra os abusos. "Há dezenas de milhares de vítimas de instituições dirigidas pela Igreja Católica, e (as crianças) não receberam educação, foram usados como escravos e foram abusados física e sexualmente", afirmou Wayne Camley, porta-voz da ONG Broken Rites.

Tudo o que sabemos sobre:
Austráliapapa Bento XVI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.