Papagaio morre de gripe aviária no Reino Unido

Um papagaio que estava de quarentena no Reino Unido morreu de gripe aviária, anunciou há pouco Debby Reynolds, veterinária-chefe do Departamento de Assuntos de Assuntos Ambientais, Rurais e Alimentares. Trata-se do primeiro caso de gripe aviária naquele país, ainda que a ave não tenha contraído a doença em território britânico.O papagaio foi importado do Suriname, num lote com outros 148 pássaros que chegaram ao Reino Unido em 16 de setembro. Segundo Debby Reynolds, os papagaios ficaram em quarentena junto com pássaros procedentes de Taiwan que iam ser expostos por colecionadores. Por isso, o vírus pode não ter saído da América do Sul, e sim do Sudeste Asiático.Os exames indicaram que o vírus é da cepa H5. Mas ainda não foi determinado se a variante que matou o papagaio é a do H5N1, que pode ser transmitida para humanos e tem maior probabilidade de sofrer mutações. O H5N1 causou a morte de 60 pessoas na Ásia desde 2003 e chegou recentemente à Romênia, Turquia e Rússia.O pássaro morreu na quarta-feira, segundo a veterinária, e somente outro papagaio morreu depois disso, mas os exames não apontaram gripe aviária neste caso. Mesmo assim, todo o lote foi sacrificado.   leia mais sobre gripe aviáriaNota do Editor: Este texto foi alterado às 19h35, com o acréscimo de informações

Agencia Estado,

21 de outubro de 2005 | 18h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.