Para cientistas, descoberta pode ajudar no tratamento de distúrbios do sono.

Para cientistas, descoberta pode ajudar no tratamento de distúrbios do sono.

BBC Brasil, BBC

13 de dezembro de 2007 | 07h30

O novo estudo, publicado na revista científica Nature, afirma que, apesar de o processo envolver vários genes complexos, o mecanismo do relógio biológico é controlado, em última instância, pela ação de um único aminoácido.Os cientistas, da Universidade da Califórnia, acreditam que a descoberta do aminoácido possa ajudar no desenvolvimento de tratamentos mais eficazes para os distúrbios do sono, que atuem diretamente no funcionamento deste dispositivo.Para Paolo Sassone-Corsi, que liderou o estudo, "a ação que desperta o dispositivo é tão específica que parece ser uma tarefa perfeita para compostos que possam regular esta atividade". O relógio biológico é um mecanismo que regula 15% da atividade de todos os genes humanos e que controla várias funções do corpo humano, como padrões de sono, hormônios, metabolismo e o comportamento. A interrupção desse ritmo de atividade pode afetar a saúde e está relacionado com doenças como insônia, depressão, problemas cardíacos, câncer e outros distúrbios neurodegenerativos. O relógio biológico é controlado pelos genes CLOCK (relógio, em inglês) e BMAL1. O novo estudo descobriu que um aminoácido em uma proteína produzida pelo gene BMAL1 passa por uma modificação que aciona a seqüencia genética de eventos ligados na marcação do ritmo de várias funções do corpo. Os pesquisadores estão testando anticorpos para tentar controlar a atividade deste aminoácido. Segundo Neil Stanley, especialista em distúrbios do sono no Hospital Universitário de Norwich, a ciência já classificou 89 tipos diferentes de distúrbios, mas os medicamentos atuam apenas no mesmo neurotransmissor, chamado GABA."Os problemas de insônia são muito individuais, mas atualmente temos apenas um tratamento para todos os distúrbios - nossa coleção de métodos não é exatamente grande", afirma. Para ele, a descoberta do aminoácido responsável por regular o relógio biológico pode ajudar no tratamento destes distúrbios. "Um novo alvo pode permitir o desenvolvimento de tratamentos mais específicos, e oferecer aos pacientes um cuidado mais personalizado". BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.